Essa semana tive o prazer enorme de passear pelo Museu de Arte Moderna, o MAM e apreciar suas novas aquisições praticamente sozinha. Um luxo! Me acompanha?

A última vez que entrei no MAM foi na exposição do Ron Mueck que, apesar de belíssima, demandava paciência e perseverança com a gritaria e a dificuldade em apreciar as obras desviando das cotoveladas e smartphones que corriam pelos corredores do colosso arquitetônico.

Apesar da exposição principal ainda estar em montagem, foi uma delícia ver o reconhecimento de uma infinidade de artistas contemporâneos de diversas vertentes, meios e mensagens pelo museu. Parabéns aos pesquisadores que adquiriram obras de artistas de todo o país, como o goiano Rodrigo Godá, que faz incríveis construções imagéticas de muito do que existe em minha cabeça.

Inclusive, me lembro de ter requisitado a ele uma tatuagem ao ver sua mostra há alguns (muitos) anos na Caixa Cultural em Brasília, mensagem essa que me respondeu de bom grado, mas eu acabei não levando em frente.  Procurem o trabalho dele, é lindo! Mas o destaque maior ficou com Camila Bicalho, cujas miniaturas me tocaram profundamente, enaltecidas pelo fundo emudecedor dessa cidade espetacular que é o Rio.

Vale a visita!

Beijocas.

 

Serviço:

Museu de Arte Moderna
Av Infante Dom Henrique 85
Parque do Flamengo
20021-140
Rio de Janeiro RJ
T +55 (21) 3883 5600
atendimento@mamrio.org.br