E a cor de 2015 é… Marsala! Não entendeu nada? Segue que eu te conto tudinho!

O Instituto de Cor Pantone – basicamente, uma empresa que nomeia e cataloga cores, além de criar e vender paletas que serão usadas tanto em campanhas publicitárias quanto na nova decoração da sua casa –  é um catalisador de tendências que, por pesquisas e avaliações sociais, econômicas, políticas, fashionistas, artísticas, etc, percebe e, acaba por estabelecer, qual será a cor do ano que virá.

pantone

 E a de 2015 será Marsala, um vemelho-roxo terroso, que nomeia também uma cidade italiana produtora do vinho Marsala, conhecido como vinho de meditação (olha só!) remetendo a uma re-ligação com a terra, numa tentativa de fugir da artificialidade e aparente prosperidade do Radiant Orchid de 2014, Emerald Green de 2013 e Tangerine Tango de 2012. A diretora executiva, Lee Eiseman, afirmou que a cor remete à estabilidade e auto-confiança (prevejo um 2015 financeiramente abalado no Brasil, mas acho perceptível a natureza dúbia da cor com sua sobriedade).

De qualquer modo, é notória nossa busca pelo reencontro com a Terra, com os recursos naturais, mesmo que seja por meio da tecnologia, aliando-as ao invés de contrapô-las, reduzindo o gasto e investindo em qualidade e serviços que durem mais e demandem menos substituição e melhor aproveitamento. Marsala é um nome global, tem cheiro e gosto próprios, é elegante, sóbrio e impecável. Confesso que adorei essa escolha, espero um 2015 com menos neon e mais marrom. Não que eu não ame um colorido, mas gosto da sofisticação de uma cor menos vibrante, mais incisiva e realista.Sinestésica em si essa escolha, como será, espero eu, o futuro, com menos separação e mais fluidez entre conceitos e sensações. Achei que casou bem com o sinestesia a previsão da Pantone, não?

Separei algumas referências que descrevem bem a aplicabilidade e variedade de usos da Marsala. ❤