Se você tá pensando em visitar Miami, Wynwood Walls tem que entrar no seu roteiro! Depois de destacar as delícias do bairro de Wynwood, vamos falar sobre as paredes mais visitadas de lá.

If you’re thinking about visiting Miami, you have to pay Wynwood Walls a visit! After highlithing the delights of Wynwood District, we’ll talk about it’s most famous walls.

Arte de rua nunca esteve tão em alta, e Miami não ficou pra trás nessa tendência, tanto que estão revitalizando o que já foi um bairro perigoso com muita arte, diversão e ocupação da rua. Além da arte, há galerias, restaurantes e bares entre as gloriosas paredes desenhadas, contando com muita iluminação específica e uma belíssima árvore ao centro. Ah, e uma simpática loja de sucos naturais, artigo raro na terra do Tio Sam.

Entre os trabalhos, encontramos Os Gêmeos, Ron English, The London Police, Swoon, Maya Hayuk e Miss Van. A ideia de transformar o distrito de galpões numa gigante galeria aberta de grafite se iniciou com o falecido Tony Goldman em 2009. Ele se aproveitou do fato de galpões não terem janelas para idealizar as enormes telas feitas diretamente nas paredes, fortalecendo a ideia de caminhar pelos espaços e aumentando a ocupação das ruas por pedestres.

Unindo-se a Jeffrey Deitch, Goldman utilizou seus conhecimentos museais para curar as obras da primeira grande mostra do espaço, em 2009. Unindo a sabedoria institucional dos cubos brancos à paixão pela arte (à época, pouco reconhecida) de rua, o sucesso do projeto não demorou a aparecer. Em resumo, criou-se um “Museu das Ruas” nas palavras de Deitch.

Além disso tudo, várias iniciativas floresceram com o projeto, como os tours à pé que se iniciam nos bares e terminam nos grafites, as festas pelos espaços abertos com fones individuais que te permitem escolher o DJ e dançar ao som que preferir, a relação com o balé da cidade se apresentando pelos muros e, claro, os Segundos Sábados ou Second Saturdays, quando tudo está aberto e a galera fervilha por entre as artes durante os verões de Miami.

A iniciativa de street art não para de crescer, hoje existem espaços para trabalhos em escalas menores, com o Wynwood Doors, além do Jardim e, claro, a expansão para outros lugares que circundam o Distrito, sem contar as intervenções esculturais e as que rodeiam as inúmeras lojas, galerias e espaços por Wynwood. A ideia de Tony Goldman foi aceita intensamente e está restaurando um bairro que já foi abandonado, trazendo visibilidade e publicidade positiva para o bairro e para a cidade, valorizando seus espaços e moradores. A arte possibilita isso, ela nos torna mais donos dos espaços, nos ajuda a perceber as belezas possíveis e, a melhor parte, incentiva a preservação. Por mais iniciativas como essa! Obrigada, Tony Goldman! Não esqueça de ver as fotos abaixo!

______________________________

ENGLISH

Street Art has never been so valued, and Miami is one of the places where this culture is beeing appreciated and used to transform a once not so great place into an open air museum. Besides the art painted on the walls, there are galleries, restaurants and bars among the glorious drawn walls, with specific lighting and a great big tree in the center of all this concrete jungle. Oh, there is also a cute natural juice store, a rare thing to find at Uncle Sam’s land. See the complete story here.