Tempo de leitura: 2min e 30s

Inspiradxs por Maria Montessori, um guia para criar sua própria ação sensorial. Vamos botar a mão na massa?

Resolvemos dar a receita pra você criar quantas garrafas sensoriais você quiser, a partir da nossa experiência no Mundinho Geek. Ainda não viu? Então, clica AQUI!

Vamos à produção, então!

  1. Separamos garrafas transparentes de diversos formatos e tamanhos. Tiramos os rótulos, lavamos e deixamos de molho na água e sabão pra garantir a limpeza. Escovamos uma a uma e deixamos secar.
  2. Como nossa ação se intencionava sinestésica e artística, fizemos uma lista das sensações que queríamos explorar, começando a produzir as garrafas com os materiais que já tínhamos adquirido.
  3. Fizemos algumas com água, corante e glitter de diversas cores, colocando objetos como dadinhos, lã, lego, animaizinhos que expandem na água, nutrientes de plantas (aquelas bolinhas que você compra sequinhas e crescem quando molhadas), pedrinhas, conchas, etc, criando temáticas pra cada uma delas.
  4. Passamos agora às garrafas secas, em que usamos peças de lego, brinquedinhos, palitinhos, grãos de milho, arroz, EVA cortado, miçangas e diversas coisinhas que fizessem barulho, o objetivo das secas é trabalhar o visual e o auditivo, principalmente, então, muita cor e muita mistura de material.
  5. Furamos uma das garrafas com incenso (pra ficar bem harmônico e belo) e colocamos pout pourri de folhas com essência de erva doce pra instigar o olfato. Foi um teste, mas deu muito certo e certamento faremos mais com diversos cheiros diferentes. É muito engraçado ver a cumplicidade das crianças no gosto, se uma dizia que era ruim, era ruim pra todas, se uma dizia que era delícia, logo elas concordavam também.
  6. Juntamos água e óleo, que não se misturam, mas criam um swing divertido de observar. Ah, enchemos de glitter e acabou virando uma espécie de pote da calma, um instrumento baseado no Método Montessori, que serve para acalmar os ânimos das crianças com a observação do glitter em movimento, uma espécie de meditação infantil. No link acima, você vê como fazer um.
  7. Colamos as tampas e amarramos fitas coloridas em cada uma delas, criando uma sequência curatorial desenvolvida para levá-las numa viagem dos sentidos.
  8. Colocamos geleca em luvas cirúrgicas e também as amarramos para as crianças apertarem e curtirem bastante.
  9. Construímos um móbile de chaves (que colorimos com esmalte) para fazer bastante barulho e atiçar a audição delas criando um elo com um elemento tão cotidiano que é a chave.

Agora não tem mais desculpa, já viram como é fácil e, confesso, divertidíssimo fazê-las. Recomendamos muito a prática da reciclagem criativa em casa, nesse caso, reaproveitando as garrafas que iriam pro lixo, aquela pulseira arrebentada, as miçangas do fundo da gaveta e os brinquedinhos que já não chamam muita atenção, ou são muito pequenos pro seu bebê brincar.

Divirta-se, solte a imaginação e não esqueça de compartilhar sua experiência com a gente! #ArtePorTodaParte #SinestesiaEnsina