Tempo de leitura: 2min

Primeiramente, Fora Temer. (ainda, né?)

em seguida, vem a pergunta: mas, por que educação? com tanta coisa pra “fazer dinheiro”, design, marketing, eventos, feiras, até moda “dão dinheiro” hoje. sem falar do status e do pretenso glamour por trás.

*isso me relembra a pergunta em torno da minha escolha em cursar filosofia. na época, não se entendia o porquê. hoje, estamos bem mais leves e livres pra estudar o que gosta e o triângulo ‘do sucesso certo’ direito, medicina e engenharia me parece, ao menos, rompido. a pretensa garantia se esvaiu.

giphy-downsized-large (1)

o mundo mudou, não foi? e a mudança é contínua e cada vez mais veloz. e nosso maior instrumento de mudança, acreditem, é a educação.

a melhor maneira, honestamente, de agitar as mentes e ter uma oportunidade real de construir uma sociedade profundamente transformada, autônoma e autocrítica é dentro das escolas, ‘espécies de prisões em que elas passam a maior parte do tempo, usualmente durante o dia’.

essa realidade precisa mudar e se adaptar às novas necessidades, promovendo o acesso às grandes questões incentivando a capacidade de duvidar. não há nada tão perigoso quanto uma pergunta.

e o dito senso comum acéfalo tende a se dissolver. a capacidade de pensar e tomar decisões por si só é libertadora.

quantxs amigxs da minha geração abandonaram suas paixões para obedecer à essa lógica que se provou totalmente falha. a estabilidade fracassou. o estado faliu. as entranhas podres do sistema de governo estão expostas pra quem se aventurar em olhar.

é hora de abraçar a mudança e contribuir por uma realidade mais interessante, colaborativa e criativa. se quiser saber um pouco mais profundamente sobre as novas alternativas para a educação, clica aqui.

esse ano, fomos convidadxs pela organização da CONANE para facilitar rodas de conversa de ‘Tecnologia, Inovação e Educação’ e ‘Sustentabilidade Financeira de Iniciativas Inovadoras’ e, por aqui, deixamos o convite para se inscrever, participar, colaborar e ajudar a construir a Conferência Nacional de Alternativas para uma Nova Educação.

Vamos juntxs construir os rumos para a nova educação?